Clô Orozco é encontrada morta em SP. Conheça a trajetória da estilista que estava entre as mais importantes da Moda Brasileira

084_decoracao-casa-das-estrelas-clo-orozco

Despedida

Vivia uma vez em São Paulo, uma linda e prendada moça. Entre panos e panelas, aquela mulher se fez como uma grande dama da moda paulistana. Soube ser minimalista na medida certa e desconstruiu a moda como ninguém.

E lá se vai ela, deixando saudade!

E deixa cheia de história a memória das mulheres de moda de São Paulo.

Sobre ela podemos dizer, sem medo de errar, que criou uma escola. Podemos dizer que, junto com outras mulheres desta cidade, criou uma identidade para a moda, a das mulheres que criam moda para mulheres.

Dela me lembro em um corredor da FENIT usando um vestido vermelho florido e calçando sandálias havaianas para barbarizar.

Revolucionária, visionária e criativa, como a Chanel de nossa terra Brasilis, assim ficará, em nossas mentes e em nossos corações!

A notícia

Na manhã desta quinta-feira, 28 de março, a estilista Clô Orozco foi encontrada morta na frente de seu prédio no bairro de Higienópolis em São Paulo. Tudo indica que pode ter sido suicídio, mas ainda está sob investigação.

Segundo o Corpo de Bombeiros, pouco antes das 8h a corporação recebeu chamado para atender a queda de uma mulher do 5º andar de prédio na Rua Rio de Janeiro, 160. Duas motos dos bombeiros e do Samu foram deslocadas, mas a morte foi constatada no local. Segundo um sobrinho, Clô fazia tratamento contra “esquizofrenia paranoide” e já tinha tentado suicídio outras duas vezes.

A Trajetória

Clotilde Maria Orozco de García, aos 60 anos, estava à frente do grupo Huis Clos, onde a marca homônima e a Maria Garcia estavam entre as marcas mais tradicionais e sofisticadas grifes femininas nacionais. O diferencial das marcas eram a perfeição dos cortes, a qualidade dos tecidos, a variedade de acessórios e principalmente seu trabalho conceitual.

Nos anos 1970, quando inaugurou sua primeira loja, a multimarcas Splash, a estilista conheceu 0 primeiro marido, Renato Kherlakian, criador da Zoomp. Clô fundou a Huis Clos em 1979 e, dois anos depois, lançou a linha masculina Huis Clos Homme, que durou quatro anos. As marcas francesas Hermès e Lanvin eram as favoritas da estilista.

Atualmente, a Huis Clos tem três lojas em São Paulo e 25 pontos de venda em lojas multimarcas distribuídas pelo país. A marca era atualmente comandada pela estilista Sara Kawasaki, que assumiu o estilo da grife em janeiro de 2008.

O universo estético de Clô Orozco era feito de sonho, construção e feminilidade. Em mais de trinta anos de carreira, Clô fez as roupas que ela mesma gostaria de vestir, equilibrando universos opostos: o esporte feito com tecidos nobres; o feminino atenuado pelo masculino; o Ocidente e o Oriente; o bordado para usar de dia; o tecido de alfaiataria no vestido de noite.

A apresentadora Marília Gabriela e a atriz Camila Morgado estão entre as personalidades fãs da marca. Marília já chegou a declarar que não vestia nada que não fosse Huis Clos. Walter Rodrigues e Paula Marques passaram pelo ateliê da marca no início de suas carreiras.

Referência da alta costura brasileira, Clô Orozco também é responsável pela tradução do livro infanto-juvenil “Diferente como Chanel”, da norte-americana Elizabeth Matthews, que conta a trajetória da célebre estilista Coco Chanel.

Segundo Bol Notícias,  nos últimos anos, as grifes de Clô passavam por dificuldades financeiras, motivo pelo qual teriam fechado algumas lojas e deixado de participar das edições mais recentes do São Paulo Fashion Week. Fato que deve ter pesado na Depressão da Estilista.

2013-03-28_170759 Estilo Clo orozco
Imagem via Simone Monte

2013-03-28_175748 clo orozco jovem

As duas damas da moda paulistana, Glória Coelho e Clô Orozco, imagem via Bol Notícias. Clô no início da carreira. Foto via : FFW

Confira algumas criações da Clô Orozco

vestidos clo orozco

Vestidos de festa da Huis Clos. Imagem via 2betrend

2013-03-28_160535

O diferencial das marcas eram a perfeição dos cortes, a qualidade dos tecidos, a variedade de acessórios e principalmente seu trabalho conceitual

2013-03-28_171547

Desfile da Huis Clos. Imagem via Benita Brasil

clo-orozco-vestido
Vestidos da Huis Clos. Modelagens sempre sofisticadas. Foto via Provador Fashion

desfile clo orozco
Desfile da Huis Clos na SPFW. Via Blogs Estadão

O Estilo de Clô Orozco

2013-03-28_171012

Clô usava os acessórios para deixar seus looks ainda mais sofisticados. Imagem via Contigo

2013-03-28_170926 2013-03-28_170438
Clô Orozco tinha uma bela casa e adorava cozinhar. Tudo a sua volto era marcado por seu sofisticado senso estético. Imagem via Revista Estilo

2013-03-28_171503

Clô Orozco. Imagem via Correio Brasiliense

clo orozco despedida

Alfaiataria estava entre os fortes de sua criação

clo orozco
Fonte: G1

Por Denise Pitta e Queila Ferraz

Sobre Queila Ferraz

Queila Ferraz é historiadora de moda e arte, especialista em processos tecnológicos para confecção e consultora de implantação para modelos industriais para a área de vestuário. Trabalhou como coordenadora Geral do Curso de Design de Moda da UNIP, professora da Universidade Anhembi Morumbi e dos cursos de pós-graduação de Moda do Senac e da Belas Artes.
Esta entrada foi publicada em História da Moda. Adicione o link permanente aos seus favoritos.