Sobre João Pimenta e Dunga


Foto: Grão Imagem

Nesta semana meu coração bateu forte. Passei meu domingo no São Paulo Fashion Week  envolvida com a estreia do João Pimenta. Sou  fã de carteirinha do rapaz, acompanho seu trabalho desde a Casa dos Criadores e tenho várias ex-alunas que já trabalharam com ele.

Penso que este João e a nossa maior revelação entre os jovens criadores brasileiros. Sua roupa é cenográfica, dramática e extremamente detalhada, ele é um leitor da história da indumentária, sabe citar o passado e incorporar ao presente como nenhum outro criador da geração dele faz.

Para mim, João Pimenta, com suas rendas venezianas, suas sedas e seus trabalhos de superfície têxtil, sua alfaiataria impecável, a sua escolha de calçados, a maneira elegante e subversiva de colocar um laço sobre o vestir masculino mostram que ele é o Lino Vilaventura da moda masculina brasileira.

Amo Lino, acho que ele é o mais brasileiro dos nossos criadores e agora vejo João Pimenta como o mais internacional dos nossos artistas de moda.

Mas um outro motivo tenho para aplaudir nossos artistas. Dunga, que tanto tem sido criticado pela sua aparência, honrou nossa criatividade aparecendo no jogo de estreia vestindo um casaco do nosso Darling, Alexandre Herchcovitch.

Parabéns para todos.


Foto: Lilian Pacce

Confira a cobertura do desfile de João Pimenta no Fashion Bubbles

Sobre Queila Ferraz

Queila Ferraz, Coordenadora Geral do Curso de Design de Moda da UNIP, foi professora da Universidade Anhembi Morumbi e dos cursos de pós-graduação de Moda do Senac. É historiadora de moda, especialista em processos tecnológicos para confecção e consultora de implantação para modelos industriais para a área de vestuário.
Esta entrada foi publicada em Estilo e marcada com a tag , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.