Sobre João Pimenta e Dunga


Foto: Grão Imagem

Nesta semana meu coração bateu forte. Passei meu domingo no São Paulo Fashion Week  envolvida com a estreia do João Pimenta. Sou  fã de carteirinha do rapaz, acompanho seu trabalho desde a Casa dos Criadores e tenho várias ex-alunas que já trabalharam com ele.

Penso que este João e a nossa maior revelação entre os jovens criadores brasileiros. Sua roupa é cenográfica, dramática e extremamente detalhada, ele é um leitor da história da indumentária, sabe citar o passado e incorporar ao presente como nenhum outro criador da geração dele faz.

Para mim, João Pimenta, com suas rendas venezianas, suas sedas e seus trabalhos de superfície têxtil, sua alfaiataria impecável, a sua escolha de calçados, a maneira elegante e subversiva de colocar um laço sobre o vestir masculino mostram que ele é o Lino Vilaventura da moda masculina brasileira. Continue lendo

Publicado em Estilo | Com a tag , , , , | Deixar um comentário

História dos Vestidos de Noiva – Noiva Romana – Parte 2

É célebre a história do rapto das sabinas como o casamento que deu origem ao povo romano

O objetivo do presente estudo é resgatar a evolução da trajetória do matrimônio, através de seu símbolo maior, que é o Vestido de Noiva. Diferente de outro traje social de luxo preparado para ocasiões especiais, este tem um significado relevante para a cultura ocidental. Mais do que uma veste nupcial, o vestido de noiva, resgata  pedaços da cultura, da religiosidade e da história da humanidade. Seus tecidos, volumes e complemento, simbolizam a magia que envolve a união dos cônjuges e demonstram a profundidade do conceito de Amor para as culturas do ocidente.

Noiva Romana

Quanto aos romanos, é célebre a história do rapto das sabinas como o casamento que deu origem a este povo. O rapto, como forma de casamento, era um costume bárbaro, servia para demonstrar a virilidade do marido e a subserviência da esposa como valorização da disposição física do esposo. A esposa, a partir de então, passava a considerá-lo como seu amo e senhor. Este costume se manteve na Europa até a sua total cristianização, que se deu durante a Idade Média.

Entre os romanos civilizados a cerimônia de casamento era diferenciada das outras cerimônias civis através do traje, que era preparado unicamente para esta ocasião, quando a noiva vestia uma túnica branca e se envolvia com um véu de linho muito fino de cor púrpura. Este véu tinha o nome de FLAMMEUM. Nesta ocasião, a jovem arrumava o cabelo com tranças e ornava com uma coroa de flores de verbena. As flores, num casamento, sempre foram sinônimo de fertilidade.

Continue lendo

Publicado em História da Moda | Com a tag , , , , | Deixar um comentário

História dos Vestidos de Noiva – História de Amor e Matrimônio – Parte 1

O Matrimônio é o acontecimento que une um homem e uma mulher através do sagrado laço  do casamento que, por sua vez, é uma instituição reconhecida pelo estado através de uma cerimônia civil e, pela igreja, numa cerimônia religiosa.

Mais do que, cerimônia cívica e religiosa, é um acontecimento social, onde duas famílias se unem pela a entrega de seus filhos a uma união matrimonial. A transformação do jovem casal em um casal de esposos tem uma longa trajetória na história da  humanidade .

O objetivo do presente estudo é resgatar a evolução desta trajetória através de seu símbolo maior que é o Vestido de Noiva. Diferente de outro traje social de luxo preparado para ocasiões especiais, este tem um significado relevante para a cultura ocidental. Mais do que uma veste nupcial, o vestido de noiva, resgata  pedaços da cultura, da religiosidade e da história da humanidade. Seus tecidos, volumes e complemento, simbolizam a magia que envolve a união dos cônjuges e demonstram a profundidade do conceito de Amor para as culturas do ocidente.]

Os primeiros registros matrimoniais

Continue lendo

Publicado em História da Moda | Com a tag , , , , , | 1 comentário

James Dean – Velocidade, Motores e Rebeldia

Foto de Flickr

A personificação da rebeldia e angústias próprias da juventude da década de 1950

James Dean, ídolo de temperamento regado a fortes sentimentos, atos inquietos e atitudes inconstantes.

Amante da velocidade, nos remete a cores como o prata, o grafite e o gelo. Cores de seu carro, de sua moto e da sua relação com o asfalto. Desta sua paixão pelos motores brotam em nós o brilho e a irreverência do vinil e do couro sintético.

Da sua rebeldia brota o índigo, em texturas bruscas. Do seu coração amargurado resgatamos o couro negro da jaqueta Perfecto. Figura texana, personagem de “Assim Caminha a Humanidade”, nos remete aos tons da terra, mostrados em texturas agrestes e em fibras naturais, tais como o linho, a lã e o algodão. Do menino triste, carente que mora “A Leste do Éden”, resgata-se toda uma gama de azuis.

Continue lendo

Publicado em História da Moda | Com a tag , , , , , , , , | Deixar um comentário

Mostra em Londres exibe o guarda-roupa de Grace Kelly


Foto de Verizon

O museu Victoria & Albert, de Londres exbie acervo contendo roupas de Grace Kelly. Segundo Jenny Lister, curadora da exposição, a atriz é “uma das raras mulheres que merecem receber o título de ícone de moda”. A exposição exibe figurinos usados em filmes e acervo pessoal da atriz, repleto de peças de Alta-Costura.

Aqueles que estiverem de passagem por Londres podem aproveitar a viagem para visitar a exposição.

Grace Kelly –  Elegância e estilo, um verdadeiro ícone da moda

Veja mais fotos de Grace Kelly na Revista Veja

Continue lendo

Publicado em História da Moda | Com a tag , , , , , , , | Deixar um comentário

Posso Errar?

Um bom texto da Leila Ferreira que  é jornalista, apresentadora de TV e autora do livro Mulheres – Por que será que elas…, da Editora Globo.

“Há pouco tempo fui obrigada a lavar meus cabelos com o xampu “errado”. Foi num hotel, onde cheguei pouco antes de fazer uma palestra e, depois de ver que tinha deixado meu xampu em casa, descobri que não havia farmácia nem shopping num raio de 10 quilômetros. A única opção era usar o dois-em-um (xampu com efeito condicionador) do kit do hotel. Opção? Maneira de dizer. Meus cabelos, superoleosos, grudam só de ouvir a palavra “condicionador”. Mas fui em frente. Apliquei o produto cautelosamente, enxaguei, fiz a escova de praxe e… surpresa! Os cabelos ficaram soltos e brilhantes — tudo aquilo que meus nove vidros de xampu “certo” que deixei em casa costumam prometer para nem sempre cumprir. Foi aí que me dei conta do quanto a gente se esforça para fazer a coisa certa, comprar o produto certo, usar a roupa certa, dizer a coisa certa — e a pergunta que não quer calar é: certa pra quem? Ou: certa por quê?

Continue lendo

Publicado em Comportamento | Com a tag , , | Deixar um comentário

Últimos dias para se inscrever no Concurso Moda Inclusiva

Imagem via blog Ecotecendo

Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência convida estudantes de todo o Estado de São Paulo para empregar talento e criatividade na produção de roupas para pessoas com deficiência

Até o dia 30 de abril, a Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência recebe inscrições de estudantes de todo o Estado para o 2º Concurso Moda Inclusiva, com o objetivo de contribuir para uma sociedade mais justa e inclusiva na qual todos tenham acesso igualitário aos produtos, bens e serviços disponíveis.

Apoiado pela Vicunha Têxtil, Pense Moda, Rede Globo, Museu da Língua Portuguesa e Rede Lucy Montoro, o Concurso Moda Inclusiva convida os estudantes a apresentarem propostas de vestuário que atendam às necessidades das pessoas com deficiência, além de promover a discussão nesse setor sobre a necessidade de se pensar e fazer moda respeitando a diversidade. As premiações incluem estágio remunerado na empresa Vicunha Têxtil.

O Brasil tem, hoje, cerca de 30 milhões de pessoas com deficiência. Somente no Estado de São Paulo, esse contingente ultrapassa 5 milhões de pessoas com algum tipo de deficiência. Há um mercado potencial enorme de produtos e serviços que atendam as demandas especificas desse segmento.

O Concurso

Continue lendo

Publicado em Eventos e Cursos | Com a tag , , | Deixar um comentário

Escola Panamericana oferece curso de Estilo e Modelagem


Imagem do blog Silvia Helena

O curso de Estilo e Modelagem da Escola Panamericana terá início no dia 20/05/2010, na unidade Groelândia. As aulas serão ministradas pela professora Maria Heloísa Moreira Marmo nas segundas e quintas, das 14h às 16:45h.

Objetivo do curso

Ao final do curso o aluno estará apto a identificar estilos, elaborar modelagens e reconhecer materiais para a produção industrial ou artesanal de bolsas, mochilas e similares

Conteúdo programático

Continue lendo

Publicado em Destaques, Eventos e Cursos | Com a tag , , , , , | Deixar um comentário

Influência Celta – Xadrez e Tartans em Alta

A revista Marie Claire fez uma ótima seleção com looks em Xadrez.

Xadrez Romântico: cercado por rendas, babados e pérolas, ele constrói looks altamente femininos.Veja todos os looks aqui.

Saiba um pouco da história destas estampas

Estampas geométricas fazem parte da história humana. Na história da moda ocidental, a origem do xadrez pode ser traçada até a Idade do Ferro (700 –50 a.C.) no Norte da Europa, mas especificamente nos pântanos  da Alemanha  e Dinamarca. Pesquisas arqueológicas escavaram vários sacrifícios humanos, nos quais foi possível identificar as padronagens têxteis das roupas das vítimas. Estas se compunham quase exclusivamente de tecidos com padronagem xadrez em fio de lã, tecido 2X2 cruzado (em forma de losango).

Os pigmentos  de base vegetal davam a cor na lã, naturalmente branca. Um manto encontrado em Thorsberg, Alemanha, comprova uma padronagem xadrez combinando 3 tons de azul; já a roupa de uma jovem de Lønne Hede, Dinamarca, compõe-se de saia e blusa em xadrez azul e vermelho com um barrado em xadrez vermelho e branco. Hoje este xadrez vermelho e branco é conhecido por padronagem “Medevi square” e considerado como a marca registrada do xadrez sueco, assim como a padronagem xadrez branco e preto é conhecido como “Vichy”.

Continue lendo

Publicado em História da Moda | Com a tag , , | 2 comentários

De Minas para quem não é de lá: roteiro de compras em BH

Por Patrícia Fonseca



Bolsas Adô Atelier.


Em época de Fashion Rio e SPFW, a moda que vem de Minas é lembrada pelos já consagrados: Ronaldo Fraga, Tereza Santos, Printing. Quem mora em Belo Horizonte porém, sabe que por lá acontecem nomes novos, gente que vem trazendo sopros frescos. No bairro Santo Antônio, ainda reduto boêmio de BH, aos poucos se instalam lojas novas, trazendo para o bairro uma aura fashion e sofisticada. Continue lendo

Publicado em Estilo | Com a tag , , | Deixar um comentário